14. Uma Igreja Que Envia (parte 2)

Leia os Seguintes Versículos em Sua Bíblia
Filipenses 4:14-20

Estes São os Versículos para Serem Memorizados
Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós. E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. João 20:21-22

Depois Fale Sobre Isto
Se você não puder ir por razões boas e válidas, Quando enviará alguém em seu lugar. E o que fará pessoalmente no plano de envio?

Atividade Para Ser Realizada Antes da Próxima Vez
Descubra o endereço postal ou de e-mail de, pelo menos, três pessoas no campo missionário e lhes escreva uma carta de encorajamento. Não deixe para depois, uma palavra agora pode salvar seus ministérios.

Trabalho Escrito Para O Diploma
Faça um folheto, talvez três colunas nos dois lados da folha de papel, para explicar bem o que significa enviar missionários. Certifique-se de que ele contenha uma pergunta para os membros da igreja responderem, dizendo aquilo que gostariam de fazer. Com autorização, distribua o folheto em sua igreja e em outras, e veja se o Senhor levanta um comitê de envio.  

Medite Sobre Este Versículo Palavra Por Palavra
João 1:6

Separe um Minuto para Mudar o Mundo
Ore para um mover mundial de Deus para enviar homens e mulheres em missão. Como a colheita é abundante e são poucos os ceifeiros, ore para que o Senhor da colheita levante obreiros para os campos missionários, e para que as igrejas se disponham e se responsabilizem por enviá-los.

 

Certifique-se de ensinar esta lição às outras pessoas. Ore e prepare-a bem, adicionando seus próprios versículos e histórias para dar vida à lição.

 

Chamado Para Ser Pescador

Leia Marcos 1: 14-18
Para resumir a passagem, Jesus disse e ainda está dizendo que:

O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo.

No calendário de Deus e de acordo com o Seu relógio, eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação (II Coríntios 6:2).

Jesus disse para se arrependerem, para crerem e para seguirem-no, e Ele os faria pescadores de homens. Simão e André responderam deixando suas redes, que eram o instrumento de seu ganha-pão, e seguiram a Jesus, escolhendo crer nEle e se tornando dependentes dEle e de Sua palavra.

No Reino, Nossa Tarefa É Sermos Pescadores de Homens

Um pescador com uma vara e uma linha pode pescar um peixe por vez.

Entretanto, vamos aprender dos métodos do mundo, que podem ser mais sábios do que os do povo de Deus, Lucas 16:8

  • Quando os pescadores se juntam e trabalham em grupo em um pesqueiro, podem pescar em grande quantidade.
  • Quando pesqueiros de diversas companhias se juntam para trabalhar em grupo, eles espalham suas redes por talvez 50 quilômetros quadrados. Quando puxam as redes, saem carregados de peixe, e colhem os grandes frutos do trabalho conjunto.  
  • Jesus ilustrou isto em Lucas 5:4-7.

Lançando em águas profundas, porque Jesus disse para fazê-lo

Leia Romanos 10: 9-14

Nos versículos 9-13, vemos como os homens e mulheres podem ser salvos do pecado, do ego, de Satanás e da perdição eterna, e são salvos para o Reino de Cristo, para a benção, para a esperança nesta vida, e por um futuro certo com o Senhor na eternidade, depois desta vida. Estas são as maravilhosas boas novas do evangelho.

Porém, no versículo 14 as escrituras então dividem a raça humana precisamente em três partes:

Primeira parte, "Eles" que precisam confessar o nome do Senhor

Significando todas as pessoas chamadas “eles” que precisam confessar ao Senhor que salva e abençoa ricamente a todos que O alcançarem.

Quem são eles? Veja Mateus 24:14 e 28:19 para ter uma idéia, e reveja as lições 17 e 18 para revisar seu aprendizado sobre grupos de pessoas não alcançadas, embora ‘eles’ possam viver na casa ao lado da nossa ou de nossa igreja.

Segunda parte, aqueles que são chamados para ir

Significando os irmãos e irmãs na igreja que são chamados por Deus, para deixar “seu país, seu povo e sua família e irem à terra que o Senhor lhes mostrar” (Gênesis 12:1)

São os que foram chamados para ir àqueles (eles), que precisam confessar ao Senhor.

O que eles farão?

"Como ouvirão, se não há quem pregue?"

Você acha que não pode pregar?

Lembre-se de Moisés, Êxodo 4:10 -17.
Lembre-se de Isaías, Isaías 59:21
Lembre-se do jovem Jeremias, Jeremias 1:9
Lembre-se do jovem Amós, Amós 7:14,15.
Lembre-se da jovem Ester, Ester 4:14-16.
Lembre-se de Pedro que negou a Jesus antes de ser cheio do Espírito Santo, e veja depois a sua ousadia, Atos 2:14 em diante.

Você não pode falar a língua?

Lembre-se da ordem de Santo Agostinho, quando despediu seus obreiros para irem à Europa antiga com o evangelho, “Vão ao mundo todo e preguem o evangelho a toda criatura, e se tiverem que falar – falem também!”

Agostinho entendeu que é muito mais eficaz, pregar o evangelho com nossas vidas entregues ao serviço sacrificial e humilde dos outros sem esperar recompensa, antes mesmo de que nós tenhamos que falar. Nós mesmos podemos ser a única Bíblia ‘viva’ que algumas pessoas lerão.

Terceira parte, e de igual importância, aqueles que são chamados para enviar. 

Se você não precisa confessar o nome do Senhor por sua salvação por já tê-lo feito, e se não se sentiu chamado para ir, então é chamado para enviar. As Escrituras não nos dão outra opção ou categoria.

Nós enviamos aqueles que são chamados para ir para ‘eles que precisam confessar’, que são os povos não alcançados do mundo.

Nas forças armadas e especialmente na força aérea, é fato que, para cada piloto voando na frente de batalha, outros 400 homens e mulheres são necessários na retaguarda para supri-lo com tudo, ou seja, com comida, treinamento, acomodação, comunicações e munição.

O envio é um chamado vital e de forma alguma, uma ocupação secundária ou de segunda classe. Aqueles que são chamados para ir, raramente podem funcionar sem uma estrutura de envio, e no sentido inverso, aqueles que têm uma estrutura na retaguarda são capazes de funcionar com eficiência e por um longo tempo.

Uma história real de duas jovens 

Donna recebeu o chamado de Deus para missões em sua adolescência. Ela compartilhou isto com a igreja local que a aconselhou, orou e fez por ela todo o possível, com anos de ensino bíblico, experiências missionárias de curto prazo e o aprendizado de valioso conhecimento clínico. Quando finalmente ela foi enviada, tinha na retaguarda um grupo de oração, mantenedores e pastores.

Anna respondeu ao chamado de Deus em uma igreja que demonstrou pouco interesse em sua fé e visão. Quando ela saiu para receber treinamento, nenhum comunicado foi feito, não houve orações, despedidas e nem bênçãos, e nenhum apoio foi oferecido, exceto o que pode agora ser dado pelas pessoas. Ao amadurecer e ganhar vitórias de fé, somente Deus e seus colegas íntimos no campo presenciaram e aplaudiram.

Uma jovem foi enviada e a outra ‘saiu’. Uma jovem seguiu após anos de preparação com um monte de abraços e cuidados, e uma jovem saiu após anos de preparação com agonias, solidão, carência, pobreza e desespero freqüente. Pela graça de Deus, ambas se tornaram missionárias excepcionais e podem esperar ser uma benção por toda a vida. Donna serve na África oriental e o coração de Anna é voltado para a Europa oriental, rasgada pela guerra.

Qual das jovens foi abraçada e qual delas sofreu, e porque isto aconteceu?

O que significa ser uma igreja que envia?

Quando Deus chama pessoas de sua igreja para irem, vamos nos lembrar de que enviar em missões, significa muito mais do que um culto de despedida e uma oração.

Neal Pirolo em seu excelente livro, "A Missão de Enviar" (ISBN85.871.4347-1) ensina que uma igreja que envia oferecerá este tipo de encorajamento:

Apoio Moral – encorajamento positive para as pessoas deixarem suas carreiras, renda, família e segurança para irem se Cristo fizer o chamado.  

Apoio Logístico – a ajuda que é necessária para manter os homens e mulheres em seu caminho, alugando-lhes uma casa, supervisionando seus negócios e família que ficaram para trás, empacotando seus pertences e uma centena de outras coisas também.

Apoio Financeiro – para manter e equipá-los no campo, não na pobreza ou só com o necessário, mas com uma renda adequada para fazer a obra.

Apoio em Oração – Intercessão organizada para proteger e abençoá-los na vida e no trabalho, não somente uma menção rotineira deles no culto dominical.

Apoio pela Comunicação – A regularidade nas cartas, e-mails e pacotes são vitais para manterem a família missionária na família igreja como extensão e não como amputação da casa.

Apoio na Reentrada – é muito necessário para ajudar os missionários a se readaptarem à vida em casa em suas férias e quando, finalmente retornarem. É fato que o retorno pode causar mais choque cultural e estresse do que sair de casa!

Por último, vamos ouvir uma conversa em Isaías 6: 1-8

O jovem Isaías encontrou-se no Espírito, entrando em adoração celestial e presenciando a santidade do Senhor todo poderoso. Em tal presença ele sentiu seu próprio pecado e sentiu-se perdido. Somente depois que um anjo o tocou, ele se recobrou, e então ouviu a conversa entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

"A quem enviarei, e quem há de ir por nós?"

Podemos imaginar o jovem Isaías batendo na porta e dizendo, “Perdoe-me, Senhor, lamento, mas não posso ajudar, porém ouvi o que estava perguntando”

"Eis-me aqui, envia-me a mim."

Esta foi a voz e as palavras do jovem Isaías 2.760 anos atrás, mas se ouvirmos cuidadosamente, ouviremos a mesma voz atualmente, só que desta vez não é a voz do jovem Isaías, mas da jovem África, da jovem Índia e da jovem América do Sul.

Elas têm o mesmo chamado, elas dão a mesma resposta, elas têm a mesma esperança – envia-me a mim!

Deus disse ao jovem Isaías – Vá, e tornou isto possível para ele. Atualmente Deus trabalha através do Corpo de Cristo – a Igreja, cuja responsabilidade é reconhecer aqueles que são chamados para ir, e para enviá-los assim cumprindo um papel vital na Grande Comissão.

Oswald Smith, renomado autor de ‘Paixão pelas Almas’ e pastor da Igreja dos Povos em Toronto que, há anos atrás, enviou centenas de pessoas em missões mundiais disse,

"Se você mesmo não puder ir, pelo amor de Deus, envie alguém em seu lugar.”

Eles o fizeram e entraram nos livros de história do século 20.

A verdade é que a igreja local não está limitada a enviar seus próprios membros em missões para aqueles que necessitam confessar ao Senhor. Eu posso adotar um missionário de outra igreja e trabalhar em conjunto com ela, como fizeram os pescadores nos pesqueiros. Posso adotar um missionário da distante África, da Ásia ou da América Latina e trabalharmos juntos em gratificante parceria.

Uma pequena igreja local em Riverside, uma pequena cidade na Inglaterra:

  • Enviou Philippe para Burquina Faso – e milhares ouviram o evangelho.
  • Enviou John à Índia – e uma nova tribo não alcançada foi descoberta.
  • Enviou Samuel à Índia – e agora Jesus é pregado nas selvas.

Jesus disse e ainda diz:

O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo.

Arrependei-vos e crede no evangelho. Vinde após mim e eu farei que sejais pescadores de homens.

Permitiremos a Ele fazê-lo enviando homens e mulheres para pregarem àqueles que necessitam confessar o nome do Senhor?

 

Social Share Toolbar

Também disponível em: Inglês Francês Alemão Espanhol Indonésio