Por Que É Assim?

Por que não provemos fundos para salários ou auxílios a pastores?

É nossa opinião formada que qualquer um que indique um pastor ou líder de igreja para o posto deve assumir a responsabilidade básica do sustento do ministro e de sua família.

Nenhum homem deve assumir o posto de pastor se não tiver sido chamado por Deus, segundo o exemplo de João 1:6. Neste caso o pastor deve exercer sua fé nAquele que o escolheu, o chamou e o enviou ao ministério, porque “Deus guia, Deus também sustenta,” e como C. T. Studd disse há muitos anos, “A obra de Deus, feita do jeito de Deus, nunca carecerá da provisão de Deus.” Jesus colocou isto de forma simples dizendo, "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas."

Esta tem sido a nossa experiência por mais de 30 anos, assim, nossas perguntas aos pastores que lêem esta pagina procurando por apoio financeiro são:

Primeiramente, você está fazendo a obra de Deus e buscando genuinamente a vinda do Reino de Deus? E depois, você está fazendo esta obra do modo de Deus, ao invés do modo dos homens?

Agora vou fazer mais duas perguntas:

Você está ensinando sobre a doação bíblica à sua congregação mesmo que ela seja pobre?

Você está dando exemplo através de suas próprias doações em benefício dos perdidos, dos últimos e dos menores?

Se sua resposta for positiva, então você pode contar com sua fé e confiar que as provisões serão liberadas. A palavra pro significa por assim a palavra pro-visão significa o suprimento de Deus para que a visão dada por Ele seja realizada. Assim, se alguém for enviado por Deus, deverá crer nEle e nunca esmolar aos homens com histórias tristes de pobreza. As questões sobre dar são importantes porque o homem tem testemunhado pelos séculos de que dar, seja individual ou coletivamente, é o gatilho que libera o cumprimento das promessas de Deus sobre o dinheiro, por exemplo: “Dê (primeiro) e lhe será dado.”

Certamente que o Senhor tem diversas maneiras de prover e com frequência isto envolverá outros crentes que são movidos por Sua mão e por Seu Espírito. Consequentemente, seria absolutamente normal que se um pastor foi escolhido ou eleito por uma congregação, ela deverá se responsabilizar pelo sustento de seu líder e de sua família. Certamente que seria uma desgraça uma igreja não cuidar de alguém que ofereceu sua vida para servir aos outros quando solicitado. A questão do sustento deve ter primazia e ser longamente discutida com os anciãos da igreja, antes que caiam em desgraça e revelem sua perversidade através de pedidos às pessoas de fora da igreja ou no exterior.

Se um pastor foi enviado por um corpo de crentes de outros lugares, então aquele grupo deve primeiro assumir a responsabilidade pelo sustento do missionário. Certamente que um missionário pode preferir se sustentar através do trabalho, Segundo o exemplo do apóstolo Paulo e da multidão dos honrados “fazedores de tendas” através da história.

Se um pastor assumiu por si mesmo o posto, então ele deve ser honesto o suficiente para se sustentar através do trabalho ou por ofertas de amigos que o apóiem e à sua visão.

A Fundação DCI está muito feliz em apoiar as obras de evangelismo, missões, treinamento e projetos de compaixão entre os pobres, mas pelas razões dadas, pedimos desculpas por não atendermos aos pedidos de salários, gratificações, carros, computadores ou apoio pessoal procedentes do exterior para líderes de igrejas.

Agradecemos sua paciência e compreensão, se estivermos errados, estaremos abertos à correção e a um melhor procedimento.

Voltar à Página de Solicitação

Share Button

Também disponível em: Inglês Espanhol Indonésio